Educativo

IBS _ EDUCATIVO

O IBS – Instituto Bruno Segalla realiza ações educativas e culturais com o objetivo de divulgar e ampliar a compreensão sobre a obra de Bruno Segalla em seu contexto artístico, histórico, cultural, político e social. Promove e desenvolve atividades interativas a partir de diálogos culturais e sociais com a comunidade.

São experiências educativas e culturais planejadas especialmente para o público das escolas de educação infantil, ensino fundamental, médio e superior, pessoas com deficiência e grupos da terceira idade, priorizando a construção do conhecimento pela interação e reflexão crítica a partir da obra do artista.

 

Projeto “Onde Estou?”

Durante as ações educativas realizadas pelo Museu desde 2006, percebeu-se que entre as crianças e jovens visitantes, em sua grande maioria filhos de migrantes, tinham dificuldade de reconhecer Caxias do Sul e região como um lugar de seu pertencimento. Sentiu-se a necessidade de ajudar os pequenos cidadãos a identificar a cidade da qual fazem parte, reconhecendo também o seu patrimônio e estimulando o senso de pertencimento e apropriação da sua construção e desenvolvimento.

Assim surgiu o “Projeto Cultural Onde Estou?”, ação educativa e cultural que promove interfaces entre a escola, o museu e a cidade, propiciando o diálogo das crianças e jovens com o

patrimônio cultural, com o objetivo de fortalecer a participação e a cidadania. Desenvolvido em etapas, é direcionado aos professores e alunos da rede pública de ensino de Caxias do Sul.

Inicialmente, após a inscrição, os professores das escolas participantes e os agentes culturais envolvidos com o projeto, são convidados para o encontro de formação com o objetivo de refletir sobre as relações entre escola, educação e museu.

Neste projeto cada turma participa de três oficinas no IBS e de uma visita mediada em um ponto cultural da cidade. Conceitos sobre educação patrimonial, destacando as relações entre identidade, memória, patrimônio, pertencimento, arte, história e cultura abordados nos encontros, sempre com planejamento prévio e de acordo com a faixa etária. O projeto viabiliza o transporte dos alunos e professores, o material didático e de apoio docente.

A síntese das reflexões decorrentes da participação no projeto é apresentada, no final de cada semestre, através de uma exposição das produções poéticas realizadas por cada turma de alunos das escolas em um suporte coletivo.

O “Projeto Cultural Onde Estou?” teve sua primeira edição em 2012 e já atendeu mais de 160 escolas e instituições.

 

Projeto “Memória Viva”

O “Projeto Cultural Memória Viva” disponibiliza, com agendamento prévio, visita mediada às exposições e acervo do IBS e oficina artístico-poética interativa.

 

Espaço do Professor

Professor: acesse aqui (fazer um hiperlink com o material) o material de apoio docente, um caderno elaborado especialmente para seus estudos e aprofundamento dos temas que envolvem o IBS e suas relações entre a arte, memória, história, cidade, identidade, patrimônio e infância.

Saiba mais: http://ibsprogramaeducativo.org/

Contato: educativo@brunosegalla.org.br ou 54 4062 9421 e 54 4062 9431 ramal 2

 

Oficinas de Escultura

Em 2008, o IBS-Instituto Bruno Segalla iniciou a parceria com o artista plástico uruguaio Mario Cladera que passou a ministrar a Oficina Livre de Escultura.

Dirigida ao público adulto, iniciantes, artistas, profissionais, professores e estudantes de arte, a oficina é espaço de estudo, criação e experimentação que permite o acesso a diversas práticas da arte escultórica: cerâmica, metais, pedra, madeira, resinas e plásticos.

De 2009 a 2012, em parceria com o SESI de Caxias do Sul, funcionou a Oficina de Escultura para Trabalhadores da Indústria. Totalmente gratuita, oportunizou a participação e democratizou o acesso de muitos a este aprendizado e prática artística.

Também são promovidas, para aperfeiçoamento, oficinas de curta duração em desenho e modelagem da figura humana, com modelo vivo.

Estas ações provocam e potencializam a produção escultórica na cidade. A partir delas, artistas em potencial iniciaram sua atuação no cenário artístico local. Exposições e mostras artísticas foram realizadas, desde então, em diversos pontos culturais de Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Porto Alegre.

Um grupo de artistas e interessados se reúne para estudar, trocar informações, trabalhar e produzir, fazendo da escultura um evento cultural cotidiano em Caxias do Sul.

 

Foto de Mario Cladera

Mario Cladera é natural de Montevideu e reside em Porto Alegre desde 1978. Trabalhou com o escultor Vasco Prado, a gravurista Zorávia Bettiol e a ceramista argentina Martha Kearns.

Estudou no Instituto de Artes da UFRGS. Participou de mais de cem eventos entre exposições individuais, coletivas, leilões, palestras e curadorias. Desde 1984, dedicou-se ao ensino da escultura e do desenho no seu atelier e em diversas instituições.

A partir 2008, em parceria com o Instituto Bruno Segalla, ministrou diversas oficinas em Caxias do Sul. Como convidado, participou de Mostras e Exposições nos espaços da cidade como Galeria Municipal de Arte Gerd Bornheim, Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho, Galeria Arte Quadros, Espaço Deccor&Arte e no próprio Instituto Bruno Segalla.

Contatos e informações sobre o Curso de Escultura:

Instituto Bruno Segalla 54 4062 9421 ramal 1

Mário Cladera 51 84362129